Conecte-se com

Saúde

A saúde dos pés

Publicado

em

Pés saudáveis começam com uma boa higiene. Limpe e esfregue seus pés com água e sabão quando você se banhar. Depois, seque-os bem. Organismos fúngicos gostam muito de umidade. Privando-os de qualquer calor e umidade, você fará com que seja mais difícil para eles prosperarem. Certifique-se de secar bem entre cada dedo do pé individualmente, essa é a dica maior, e vale a pena perder uns minutinhos a mais, pois qualquer excesso de umidade entre os dedos pode criar um ótimo ambiente para uma infecção por fungos.

Examine seus pés para saber os problemas existentes
Execute um autoexame uma vez por semana pelo menos, quando você tomar banho. Dê uma boa olhada na sola e, principalmente, entre os dedos dos para verificar se há áreas descascadas, por exemplo. Isso poderia sinalizar o pé de atleta. Também olhe para a descoloração das unhas, o que poderia indicar um fungo de unha. Se você tem diabetes, deve inspecionar seus pés todos os dias, pois o diabetes leva a um maior risco de ferimentos nos pés e infecções.

Corte as unhas dos pés corretamente
Cortar as unhas em linha reta e evitar o corte demasiado perto da pele ou arredondamento de forma drástica. Não corte os cantos das unhas, que podem causar encravamentos dolorosos e infecções.

Não esconda as unhas dos pés “feias” com esmaltes
Uma unha descolorida, grossa, rachada, escura ou em ruínas poderia sinalizar um fungo ou alguma outra lesão dermatológica. Se você aplicar esmalte de unha a uma unha infectada pode piorar.

Proteja os seus pés nas áreas públicas
Certifique-se de usar sapatos de plásticos ou chinelos no chuveiro do ginásio, nos vestiários e em piscinas públicas. Esses locais tendem a ser terreno fértil para fungos que podem levar a infecções.

Evite compartilhamento de calçados
Você pode obter infecções fúngicas por uso de sapatos de outras pessoas, bem como meias usadas por outra pessoa. Isso inclui aluguéis (botas de esqui, de boliche e etc.). Use sempre seu próprio calçados para ajudar a manter os pés saudáveis.

Evite ter os pés suados
Seus pés têm glândulas de suor em abundância, cerca de 250.000 em cada pé. A transpiração cria o ambiente perfeito para bactérias se alojarem. Vestir meias que mantenham os pés secos ajudará a permanecerem saudáveis. Meias feitas de fibras sintéticas tendem a manter a umidade e mais rapidamente “molhar” o pé quando comparadas às de algodão ou meias de lã. Além disso, evite usar meias excessivamente apertadas, o que também favorece manter o pé abafado, gerando assim umidade.

Escolha calçados “respiráveis”
Para ajudar a manter seus pés secos e saudáveis, use sapatos arejados para permitir que o ar circule. Se você está propenso a ter o pé excessivamente suado, procure sapatos feitos de tecidos de malha para respirabilidade máxima. Muitos tênis de corridas já têm esse sistema.

Use tênis que se encaixam corretamente
Sapatos que são demasiadamente apertados como chuteiras e sapatilhas, por exemplo, podem causar problemas nos pés de longo prazo. Procure a loja de sapatos no fim da tarde, para compensar o inchaço do pé que ocorre no final do dia e use o mesmo tipo de meias ou meias que você vai usar com os sapatos. Escolha uma caixa anterior ampla e de preferência arredondada, com muito espaço para os dedos dos pés e um salto ou altura estável. Evite sapatos pontudos, que podem dar cãibras nos dedos do pé e perna e causam unhas encravadas e calos.

Saber quando procurar um médico
Não faça nenhum procedimento invasivo no seu pé, não cutuque! Muitos pacientes que tentaram o que eu chamo de “cirurgia de banheiro”, e eles fazem o problema ficar mais grave. Qualquer dor, vermelhidão, pus, inchaço, descoloração que persista e incomode deve ser verificada por um médico especialista em pés. Normalmente, o problema pode ser resolvido com medicamentos ou um pequeno procedimento no consultório. Permitir que um médico ajude evita que problemas menores se tornem sérios.

Publicidade
1 Comentário

1 Comment

  1. Oscar D'Ambrosio

    29 de julho de 2019 em 16:41

    Faltou dar o crédito de autoria do texto:

    Ana Paula Simões é Professora Instrutora da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Mestre em Medicina, Ortopedia e Traumatologia e Especialista em Medicina e Cirurgia do Pé e Tornozelo pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. É Membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé, da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte; e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. http://www.anapaulasimoes.com.br

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estilo de Vida

Janeiro Branco: especialista Katherine Maurente alerta para o tratamento precoce de doenças psicológicas e emocionais

Publicado

em

Campanha Janeiro Branco destaca a importância da saúde mental

No primeiro mês do ano acontece a campanha Janeiro Branco, que tem como principal objetivo debater a saúde mental.

O projeto foi idealizado há 5 anos pelo psicólogo Leonardo Abrahão.

“Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da física. Quando estamos doente fisicamente, logo, procuramos a ajuda de um profissional, o mesmo deve acontecer quando vamos mal emocionalmente”, disse a estudante de psicologia e enfermeira Katherine Maurente.

A especialista alerta para o tratamento precoce:

“Infelizmente, boa parte das pessoas só procura ajuda quando a ansiedade, depressão ou outros males da mente chegaram ao ponto de prejudicar significamento o seu dia a dia”.

Janeiro Branco e a saúde mental

Katherine também alerta que é importante evitar as doenças emocionais.

“Para que isso aconteça, precisamos nos conhecer melhor, buscarmos estar perto das pessoas que amamos e nos afastarmos das pessoas tóxicas, fazer atividades que nos dê prazer, evitar pensamentos negativos, sofrer por antecipação, entre outras medidas”, explica a profissional que ainda dá uma dica importante:

“Interaja mais com as pessoas, tenha mais amigos, não fique tantas horas nas redes sociais. Resumindo,viva a vida real”.

Continue Lendo

Saúde

Conheça Camila Santos, uma das grandes especialistas em bem-estar de Recife

Publicado

em

Por

Empresária no ramo da beleza e especialista em Saúde e Bem-estar do Casal Resolveu fazer novo investimento “Boutique Sensual” inovando todos os conceitos já existentes no mercado atual.

Mulher emponderada montou um negócio virtual dentro de dois meses estava com sua loja física e partindo para distribuição, palestras e treinamento de grandes marcas no mercado sensual como Feitiços, Sophie, santo e Soft love.

A especialista fala de sexo de maneira leve e alegre quebrando tabus e passando informações de uso até explicação das composições. Trabalha saúde e bem-estar do casal melhorando suas vidas, agregando valor e prosperidade.

Tem foco em dicas, inovação, autoconhecimento e curiosidades saiba mais e siga o Instagram oficial: idolovestore.

Continue Lendo

Saúde

Outubro Rosa: O Câncer de mama pode desencadear depressão; saiba como é o diagnóstico e tratamento

Publicado

em

Por

 

A especialista Katherine Maurente conta como a doença afeta o emocional do paciente

O diagnóstico de câncer de mama geralmente provoca um choque emocional na vida de pacientes, que precisam lidar com medos e incertezas.

Dados de um estudo do Observatório de Oncologia mostram que a chance de uma paciente com câncer de mama desenvolver a depressão chega a 25%, enquanto a prevalência da patologia é de 3,5% a 7% em todas as mulheres.

“A descoberta de uma doença nunca é algo fácil. No caso do câncer de mama além de gerar medo pela morte, existe também a questão da aparência.
Sendo assim, existe uma dificuldade muito grande em fazer o diagnóstico da depressão pois existe já uma tristeza após o diagnóstico do câncer”, explica a estudante de psicologia e enfermeira Katherine Maurente.

Segundo o manual diagnóstico e estatístico dos transtornos mentais ( DSM-V ), caracteriza-se como depressão pelo menos cinco ou mais dos seguintes sintomas persistentes por mais de duas semanas:

– Humor deprimido na maioria dos dias;
– Perda ou ganho de peso sem estar na dieta;
– Aumento ou diminuição do apetite;
– Insônia ou outros distúrbios do sono;
– Fadiga e perda de energia;
– Sentimento de inutilidade ou culpa excessiva ou inadequada;
– Capacidade diminuída de pensar, concentar ou indecisão;
– Preocupação com a morte e ideação ao suicídio;
– Crises de choro.

Segundo Katherine, geralmente os tratamentos são feitos com:

– Medicamentos;
– Psicoterapias;
– Terapias de grupo;
– Atividade física;
– Apoio familiar e de amigos
– Sempre praticar hobbies, como dançar, desenhar, pintar entre outros.

Siga Katherine em suas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/enf.katherine/

Facebook: https://www.facebook.com/Enfkatherinemaurentecoach

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Eventos

Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas