Conecte-se com

Saúde

Emagrecimento: 5 cirurgias plásticas mais buscadas após perda de peso

Publicado

em

Dr. Marco Aurélio Guidugli aponta abdominoplastia como campeã, seguida de mastopexia e braquioplastia

Seja por meio de uma reeducação alimentar, que fez a cantora Marília Mendonça perder mais de 20 kg, ou da cirurgia bariátrica, que eliminou 70 kg da balança do apresentador André Marques, o ajuda a melhorar a qualidade de vida e a autoestima.
O excesso de pele acumulado em algumas áreas do corpo, porém, é uma das queixas frequentes de quem diminui as medidas rapidamente, gerando insatisfação e impedindo que a pessoa se sinta plenamente realizada. No entanto, antes de realizar intervenções e fazer as pazes com o físico de uma vez por todas, o cirurgião plástico Marco Aurélio Guidugli (www.marcoaurelioguidugli.com.br) chama a atenção às precauções necessárias e elenca os procedimentos mais buscados por essas pessoas:

1. Lipoaspiração
Queridinha dos brasileiros, a ‘lipo’ é o segundo procedimento mais realizado no país. De acordo com um levantamento publicado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS), foram aproximadamente 211 mil cirurgias em 2017. A intervenção ajuda a remodelar o corpo e, até mesmo, aplicar a gordura retirada em outras regiões. O médico ressalta que, para pacientes que emagreceram muito, sobretudo aqueles submetidos à redução de estômago, é importante checar se a saúde está em dia antes de fazer qualquer intervenção. “Os riscos dessas pessoas apresentarem quadros de anemia são maiores – devido à falta de determinados tipos de nutrientes –, o que prejudica a cicatrização”, explica.

2. Abdominoplastia
Outra campeã de procura no Brasil por quem reduziu as medidas, a abdominoplastia foi a quinta intervenção mais realizada por aqui. Foram feitos mais de 121 mil procedimentos para a retirada do excesso de pele do abdômen em 2017. “Antes de realizá-la, é imprescindível que o paciente tenha atingido sua meta de emagrecimento e esteja com o peso estabilizado. A quem foi submetido à bariátrica, o ideal é esperar pelo menos dois anos”, afirma Guidugli. O período de recuperação varia de um a três meses, de acordo com a extensão da cirurgia realizada.

3. Mastopexia 
A redução da flacidez das mamas e o alinhamento dos seios foram realizados por quase 105 mil pessoas em 2017. “Muitas vezes, a mastopexia também é acompanhada da colocação de próteses de silicone, que auxiliam no processo de remodelação do corpo”, acrescenta o especialista. Segundo ele, a recuperação gira em torno de 45 dias, quando é possível voltar à rotina normal.

4. Procedimentos faciais 
O rosto é outra região que costuma perder a firmeza após o processo de emagrecimento, o que impulsiona as aplicações de toxina botulínica (400 mil procedimentos), para prevenir a intensificação de rugas, e ácido hialurônico (254 mil procedimentos), conferindo volume às áreas de maior flacidez. No plano da cirurgia plástica, o facelift é o mais buscado, com quase 70 mil intervenções registradas no período considerado, aliado a tratamentos de fortalecimento de colágeno, como peeling e laser. A recuperação varia de 15 a 30 dias.

5. Braquioplastia
A procura pela intervenção voltada a reduzir o excesso de pele na região do tríceps também é recorrente entre indivíduos que perderam muito peso. “Chamado de ‘músculo do tchauzinho’, a região incomoda os pacientes quando movimentam os braços e causa grande constrangimento na vida social”, comenta Guidugli. A incisão é feita na região da axila, mas pode se estender na parte interna do braço dependendo do caso, e o retorno ao dia a dia pode ser feito em torno de 30 dias. De acordo com o mesmo estudo da ISAPS, foram mais de 15 mil braquioplastias feitas no Brasil em 2017.

Guidugli lembra que é possível realizar até duas intervenções por vez, de acordo com as normas de segurança da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. É preciso, ainda, que sejam regiões que não comprometam o movimento do paciente no sentido de criarem dependência total ao longo da recuperação. É comum que pacientes façam lipoaspirações ou abdominoplastias junto às próteses de silicone, por exemplo.

“Quem está acima do peso, com problemas de saúde e autoestima, e consegue emagrecer, já terá um aumento considerável em sua qualidade de vida. As intervenções são a cereja no bolo de todo processo, para que a pessoa olhe no espelho e se sinta feliz com o reflexo”, diz o cirurgião.

Saúde

De gordinho para tanquinho: é possível ficar sarado em 4 meses? Especialista responde

Publicado

em

Caique Bouzas / MF Press Global

Muitos sonham em conquistar o chamado “corpo de verão” e ter uma aparência mais atlética para se sentir bem com sua auto imagem. No entanto além das questões estéticas, os estudos mostram que a obesidade já é uma realidade para 19% dos brasileiros e o sobrepeso atinge mais da metade da população (54%), logo 73% da população está fora de forma o que torna o ideal do corpo sarado ainda mais valorizado. Mas como chegar lá? É possível ficar em forma em pouco tempo?

Para responder a essas perguntas, o Dr. Leone Gonçalves, nutricionista, educador físico e especialista em nutrição ortomolecular traz algumas considerações: “sim é possível ficar em forma em apenas 4 meses, por exemplo, mas isso demanda de cada um uma medida de esforço. Os primeiros resultados quando se começa a investir a sério em alimentação de qualidade e exercícios físicos podem vir bem mais rápido do que se pensa, quando se tem foco e as estratégias corretas”.

Nas redes sociais do Dr. Leone, com mais de 118 mil seguidores,  é possível ver muitos ‘antes e depois’ de impressionar, de pessoas que saíram de gordinhos para a barriga ‘tanquinho’ com músculos aparentes em menos de 5 meses. Mas como isso é possível? Ele explica: “o método que criei para proporcionar e aumento de massa muscular tem dado resultados que chamam a atenção nas redes sociais por ser baseado em 4 pilares fundamentais. Comer certo e fazer exercício são medidas essenciais para , mas se mesmo assim através de uma avaliação física nota-se que não se chegou aos resultados pretendidos, é importante que você adote uma terceira medida, de abrir mão dos alimentos suspeitos de desencadear inflamação no organismo. O quarto pilar é a suplementação adequada, baseada nas deficiências de vitaminas, minerais e nutrientes de cada um, através de manipulados feitos sob medida para essas necessidades”.

O Dr. Leone destaca a questão de identificar alimentos que são inflamatórios já é um começo para a perda de peso e medidas: “o consumo de alimentos pró inflamatórios causa a inflamação das células. Para combater este efeito basta cortar os alimentos pró inflamatórios e introduzir os anti-inflamatórios na dieta, porque eles melhoram o funcionamento do intestino e do organismo em geral, auxiliando no emagrecimento. Avalio meus pacientes e conseguimos assim detectar e prescrever. Outra boa notícia, é que isto também combate a celulite, que nada mais é do que uma inflamação”.

Além disso, o doutor conta que o básico continua sendo essencial: “como sou educador físico e nutricionista, consigo prescrever ambos de forma individualizada aos meus pacientes. Isso não pode faltar, o exercício e a dieta. Mas os resultados que se apresentam são otimizados e através da medicina ortomolecular e da prescrição de fórmulas manipuladas para cada paciente de acordo com suas necessidades nutricionais e objetivos. É possível conseguir ótimos resultados sem precisar fazer loucuras, apenas tendo a orientação profissional correta”.

Continue Lendo

Saúde

Quer ter um sorriso perfeito? Siga as recomendações do especialista para ter melhores resultados com facetas e lentes dentais

Publicado

em

Reprodução / MF Press Global

A crescente busca pela beleza vem sendo acompanhada de perto pela odontologia. Materiais restauradores altamente estéticos, de alta resistência e que exigem o mínimo de desgaste dentário tem atraído pacientes jovens e adultos em busca do sorriso perfeito, porém nem sempre o resultado alcançado após o tratamento é aquele tão sonhado, podendo ocasionar um sorriso exageradamente branco, desproporcional e artificial.

Dr. Robson André, especialista em lentes e facetas dentais, explica que apesar dos benefícios proporcionado pelos mais recentes tratamentos, o profissional pode acabar por pecar pelo excesso se não levar em consideração as características de cada pessoa ao iniciar o tratamento: “todos conhecemos algumas personalidades que, após seu tratamento dentário, viraram ‘memes’ na internet devido à conclusão insatisfatória. Dentes muito opacos e brancos ou com formas não proporcionais à face do paciente fogem do padrão de beleza e acabam trazendo um resultado oposto ao almejado”.

Divulgação / MF Press Global

Para o especialista é preciso ter muita cautela para que o sonho do sorriso perfeito não se transforme no pesadelo de obter um resultado totalmente indesejado e artificial, mas como prevenir esses transtornos? “O primeiro passo é confirmar se o profissional escolhido é formado especialista na área, através de curso certificado e reconhecido pelo Conselho Federal de Odontologia. Cursos de especialização odontológica demoram anos para serem finalizados e são a forma mais segura de capacitação profissional. Além disso, casos documentados com transformações próximas às suas expectativas são sinais de uma vasta experiência clínica e um fator positivo para não cair em ciladas”.

O Dr. Robson também aponta que as recentes técnicas proporcionam uma maior previsibilidade do ganho estético final: “seja através do chamado ‘test drive’ do sorriso com material restaurador provisório ou com o uso da tecnologia e estudos digitais, o tratamento pode ser provado e aprovado antes mesmo de iniciar os preparos dentais. Seja como for, a odontologia moderna é capaz de alcançar ganhos estéticos incríveis, com segurança e previsibilidade, o que está mudando para melhor a vida de muitas pessoas. Mas, a escolha do profissional é fundamental para isso”.

Continue Lendo

Saúde

É possível ficar em forma com treinos de 15 minutos por dia? Diva Fitness responde

Publicado

em

Dan Galic / Thaiz Cardozo / MF Press Global

O HIIT (Treino intervalado de alta intensidade) se tornou o queridinho para queimar gordura e ganhar massa e também é febre em algumas academias. Treinos que duram de 15 a 30 minutos e que podem derreter a gordura corporal, aumentar o condicionamento físico e tonificar músculos são a grande promessa dessa modalidade. Mas será realmente possível ter resultados tão expressivos com o HIIT?

A Diva Fitness e atleta profissional Renata Spallicci revela os segredos por trás do HIIT e sua eficiência para reduzir o percentual de gordura: “Sim é possível e ficar em forma com treinos de curta duração. Os estudos que o compararam ao exercício contínuo constante, mostraram que o HIIT é bem superior no quesito perda de gordura, mesmo sendo de menor duração. O HIIT é um método recomendado a pessoas que querem otimizar seu treino cardiovascular, uma vez que é realizado em tempo curto e em alta intensidade. Cada exercício deve ser realizado com 1 a 2 minutos de intensidade máxima para o mesmo tempo de recuperação, de onde deriva o nome HITT, do inglês High Intensity Interval Training ou Treino com Intervalos de Alta Intensidade”.

Dados os incríveis resultados que podem ser obtidos com o HIIT, Renata incluiu esta modalidade de treinos em sua preparação para competições de fitness que participa. Além disso, em seu blog, a Diva Fitness partilha com os leitores um programa de que também inclui o HIIT como estratégia de perda de peso rápida: “como o HIIT tem estado muito em alta, estudei muito sobre o tema em conjunto com o meu time de educadores físicos e nutricionista para chegar às melhores metodologias para pensando em perda de gordura, com manutenção e até ganho de massa magra. Dadas todas as vantagens, o HIIT foi incluído não apenas na minha preparação pessoal para os campeonatos mas também no programa de Finalmente Magro, onde eu e minha equipe oferecemos consultoria para pessoas que desejam alcançar resultados não apenas em perda de peso e estética, mas saúde. Quando estou em preparação para competir nos campeonatos de fitness e preciso baixar rapidamente o percentual de gordura, o HIIT é uma das principais estratégias utilizadas. Mesmo com a correria do dia a dia, o HIIT se encaixa em qualquer rotina porque pode ser praticado em qualquer lugar, com qualquer aparelho ou, até mesmo, sem aparelhos, o que abre um leque de possibilidades infinitas. Podemos utilizar cordas de pular, pesos, faixas elásticas ou até o peso do próprio corpo”.

No entanto, Renata alerta para a necessidade de buscar orientação profissional antes de iniciar a praticar atividades de alta intensidade como o HIIT: “No caso do HIIT existem muitas metodologias e protocolos de treinamento e nem todas as pessoas estão aptas a realizá-las. Por isso, procure sempre orientação de um profissional. Para usufruir dos benefícios que o HIIT tem a oferecer é preciso ter a orientação correta, senão podem acontecer lesões e frustrações. Por isso quando incluí esse tipo de treino no meu programa de emagrecimento determinamos que os alunos seriam acompanhados por profissionais que orientariam como realizar o HIIT de forma adequada e qual o melhor protocolo face aos objetivos, necessidades e condicionamento de cada um”.

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Publicidade

Eventos

Próximos eventos

  1. Natiruts faz mega show no Espaço das Américas

    maio 24 @ 21:00 - 23:00
  2. Show do Sérgio Reis em Jacareí (SP)

    maio 24 @ 21:00 - 23:30
  3. Slash ft. Myles Kennedy e The Conspirators chegam ao Espaço das Américas

    maio 25 @ 19:30 - 22:30
Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas