Conecte-se com

Notícias

Jornalista acusa Donald Trump de estupro

Publicado

em

A escritora e  E. Jean Carroll acusa o americano de tê-la estuprado nos anos 1990. Carroll aparece na reportagem de capa da revista New York, publicada nesta sexta-feira, 21, com a manchete, “Isto é o que eu estava usando há 23 anos quando  me atacou numa cabine de provas da Bergdorf Goodman“, numa referência à sofisticada loja de departamentos da 5ª Avenida, em Manhattan.

O presidente Trump negou a história e afirmou que nunca a encontrou, embora Carroll tenha publicado uma foto dos dois num evento. Na declaração oficial da Casa Branca, Trump acusa a escritora de tentar vender seu novo livro e pede que procurem sinais de que democratas estão por trás das acusações.

Carroll, de 75 anos, é uma conhecida colunista da revista Elle e está lançando, no dia 2 de julho, o livro What Do We Need Men For? A Modest Proposal (Para Quê Precisamos de homens? Uma Proposta Modesta) em que cita seis incidentes de agressão sexual perpetrados por homens diferentes. Um deles é o recém-demitido Les Moonves, o outrora poderoso CEO da rede CBS.

Esta é a 16ª acusação de agressão sexual feita contra o presidente americano e a mais séria. Carroll recorda, no artigo da New York, que Trump a reconheceu na Bergdorf Goodman como “aquela moça que dá conselhos” e ela o reconheceu como o empresário imobiliário. Ela já era bastante conhecida e, além das colunas na Elle, escrevia regularmente para revistas como Playboy e Esquire, além de ter um talk show num canal a cabo. Trump, que, em 1997, era casado com Marla Maples, sua segunda mulher, disse que estava procurando um presente para uma jovem e teria pedido recomendações a Carroll.

Os dois foram parar no departamento de lingerie e Trump teria pedido a Carroll para experimentar um modelo de bodysuit. Ela se recusou e brincou: “Por que você não experimenta?”. Mas Trump teria se tornado violento quando chegaram à cabine de provas. Foi quando Carroll descreve o , dentro da cabine. Não havia câmeras para registrar o que ocorria na área.

Mas E. Jean Carroll relatou o episódio em seguida a duas amigas e ambas confirmaram a versão para a revista New York. Por que esperar tantos anos para revelar um estupro? A escritora diz à revista que temia a humilhação pública, as possíveis ameaças de morte e “ser arrastada na lama”.

Numa entrevista à rede de cabo MSNBC, nesta sexta-feira, 21, à noite, Carroll recordou o alegado estupro em detalhes. Ela disse que se sentia culpada por ter acompanhado Trump até as cabines de prova. E afirmou também que não iria processar o presidente por respeito a mulheres menos favorecidas que sofrem agressões sexuais e não tiveram recursos como ela. Ex-promotoras federais entrevistadas pela MSNBC disseram se tratar de um caso clássico de estupro em primeiro grau. E destacaram o fato de Carrolll ter guardado, sem lavar, a roupa que usava naquele dia e que só vestiu de novo para a foto da capa da revista New York.

Notícias

Nego Ney, o xodó da torcida do Flamengo, marcou presença no Maracanã no camarote da empresa Tratuss

Publicado

em

Por

A noite da última quarta-feira, 17, não foi muito boa para os flamenguistas com a eliminação da Copa do Brasil nos pênaltis para o Athético Paranaense, mas o torcedor mirim Nego Ney, não perdeu a simpatia e o bom humor no camarote da empresa Tratuss, que cuida do gerenciamento de carreira de atletas, entre eles Thiago Galhardo, do Ceará.

O garoto, que ficou famoso nas redes sociais com danças e músicas peculiares, foi extremamente tietado e posou ao lado do empresário Ederson Soares, mais conhecido como Ed Cred, dono da Tratuss e da empresa de franquias de empréstimo consignado, a Brafin.

Ederson é um exemplo de superação e força de vontade. Ele já foi empacotador de supermercado, promoter, pintor, vendedor de sacolé, garçom, operador de telemarketing, entre outras funções, fazendo o que foi preciso para sobreviver, mas nunca deixou de sonhar alto e trabalhar para realizar seus sonhos. Hoje, o jovem carioca, de 29 anos, deixou de ser Ederson Soares, um menino sonhador de Duque de Caxias, baixada fluminense do Rio de Janeiro, para virar o empresário Ed Cred, um dos grandes nomes do ramo do Crédito Consignado e que através de sua história e diálogo sincero, tem inspirado muitas pessoas nas redes sociais e já acumula quase 50 mil seguidores.

“Eu sou um cara normal que tomou boas decisões. Sempre fui inquieto, não aceito derrotas. Eu sempre tive um instinto diferente, me sentia diferente entre meus amigos, pois sempre fui muito criativo. Eu só não sabia que poderia levar isso ao empreendedorismo. Quando passei a ler livros específicos sobre o assunto, as coisas foram se encaixando na minha cabeça, passei a entender como as pessoas fazem dinheiro. Meus métodos de vendas foram baseados em estudos e testes práticos”, conta Ed, fundador e CEO das empresas Brafin, especializada em créditos consignados, e Tratuss, empresa de gerenciamento de carreira de atletas.

 

Continue Lendo

Notícias

Mulher empurra padre Marcelo Rossi de palco

Publicado

em

Uma mulher invadiu uma missa realizada pelo padre Marcelo Rossi no domingo (14) e o empurrou do palco. A celebração acontecia na comunidade católica Canção Nova, na cidade de Cachoeira Paulista (SP). Apesar da queda, o padre não ficou ferido. A mulher foi contida pela Polícia Militar.

Fonte: VEJA.com

Continue Lendo

Notícias

Solidariedade: Gracyanne Barbosa, Fernanda Lacerda e outras modelos aderiram a campanha do agasalho

Publicado

em

O inverno chegou com força neste mês de julho no Brasil. Depois de registrar a madrugada mais fria do ano entre sábado (6) e domingo (7), com média de 6,5ºC, e alguns bairros com temperaturas abaixo de zero, ocasionando a cinco mortes na Grande São Paulo.

Pink Lash / MF Press Global

Em vista disto, em uma ação solidária, a Pink Lash criou uma campanha para todo esse mês de julho, que historicamente costuma ser o mais frio do ano, para ajudar pessoas que se encontram em situação de rua, incentivando seus clientes a doarem roupas e cobertores em bom estado em troca de descontos nos procedimentos estéticos.

Pink Lash / MF Press Global

A CEO da Pink Lash, Samara Martins fala sobre a iniciativa: “queremos de alguma forma ajudar essas pessoas que se encontram em um momento difícil de suas vidas e precisam de agasalhos e cobertores para enfrentar as baixas temperaturas da estação, não apenas em São Paulo, mas em todos os estados e cidades em que temos presença. Basta doar um agasalho ou cobertor em qualquer uma das unidades da Pink Lash e ter descontos de até 30% nos nossos serviços”.

Pink Lash / MF Press Global

Celebridades como Gracyanne Barbosa, dona das lojas de Ipanema e Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, Fernanda Lacerda, a Mendigata, dona da loja de São Bernardo/SP e Monick Camargo, ex participante do reality A Fazenda, Monick Camargo, franqueada de Goiânia são embaixadoras da Pink Lash e participam com suas lojas franqueadas desta campanha.

Pink Lash / MF Press Global

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Publicidade

Eventos

Próximos eventos

  1. SILVA Canta Marisa em Jacareí (SP)

    julho 21 @ 19:00 - 21:00
  2. Vale Music Fest 2019

    setembro 13 @ 20:00 - setembro 21 @ 23:30
  3. DJAVAN VESÚVIO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (SP)

    outubro 11 @ 21:00 - 23:30
Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas