Conecte-se com

Notícias

Preço dos remédios vai pesar ainda mais no bolso dos brasileiros, a partir de abril

Publicado

em

Os gastos com a compra de medicamentos, uma das principais despesas para os cuidados com a saúde entre as famílias brasileiras, vai pesar ainda mais no bolso da população a partir de abril, quando os preços forem reajustados após definição da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, por determinação da Lei 10.742/2003. O aumento no valor de venda dos remédios, por estimativa da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), pode ser de até 4,46%. “Infelizmente, o aumento vai agravar ainda mais a dificuldade de quem não consegue seguir o tratamento medicamentoso prescrito por um especialista por falta de condições em custeá-lo, e poderá gerar o mesmo problema para quem já o faz com algum sacrifício”, diz Luiz Monteiro, presidente da PBMA – Associação Brasileira das Empresas Operadoras de .

Estima-se que cerca de 50% das pessoas que iniciam um tratamento de saúde o abandonam por falta de acesso ao medicamento prescrito. “E de muitas que seguem, uma boa parte acaba se endividando por isso”, diz o presidente da entidade. É o que mostra uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), publicada no ano passado. Os números divulgados apontaram que, em 2017, despesas não pagas relacionadas aos cuidados com a saúde colocaram 25,3% dos na lista de negativados. E que o gasto médio mensal de quem faz uso de remédios contínuos ou periódicos é de R$ 138,32. “A interrupção do tratamento acaba gerando ainda mais despesas ao paciente, já que os problemas com a saúde se agravam e, invariavelmente, é necessário a realização de novos exames e até mesmo de novas internações”, completa Monteiro.

Ele explica que, com o PBM – Programa de Benefícios em Medicamentos, as pessoas têm mais chances de seguir o tratamento, já que o subsídio oferecido por empresas facilita o acesso da população ao medicamento. “O subsídio pode variar de acordo com o plano escolhido pelas empresas, mas há casos em que pode ser de até 100% do valor”, relata o presidente da PBMA. O conceito de PBM já existe no mercado americano desde 1980 e atualmente perto de 80% da população aviam suas receitas médicas pelo sistema. Aqui no país o conceito chegou a partir de 1990. Hoje, no Brasil, funcionários de empresas como Telefônica Brasil, IBM, Caterpillar, Unilever, Arcelor Mital, Carrefour, Nestlé, Gerdau e Tigre, entre outras, já subsidiam medicamentos para seus funcionários. “O plano também pode ser estendido a familiares”, complementa o presidente da PBMA.

Dados levantados pela associação mostram que cerca de 110 milhões de unidades (caixas) de remédio foram distribuídas no país, em 2018, por meio do PBM. Para 2019, a instituição prevê um crescimento em torno de 15%, ou seja, que aproximadamente 125 milhões de unidades sejam dispensadas. “Com a popularização do conceito do programa e a retomada da confiança no mercado, a expectativa é que cresça o número de empresas que ofereçam PBM e, assim, um número maior de empregados e colaboradores contemplados”. Entre as vantagens para as empresas que oferecem PBM a seus funcionários está a gestão do tratamento medicamentoso e a subsequente melhora da saúde populacional, queda do absenteísmo e, consequentemente, maior produtividade. “ E a empresa escolhe qual o plano mais adequado para ela e seus funcionários”, conclui o presidente.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Lincoln Nunes revela hábitos que levaram Guilherme Costa a alcançar medalha histórica de ouro da natação no Pan 2019

Publicado

em

O título inédito do Brasil na prova dos 1500m livre nos Jogos Pan-Americanos foi conquistado em Lima, no sábado (10), por um atleta de apenas 20 anos: Guilherme Costa, conhecido pelo seu apelido, “Cachorrão”. O atleta bateu com folga os outros adversários e colaborou para o recorde de ouros do Brasil em Jogos Pan-Americanos.

Juntamente com os treinos e a orientação estratégica do treinador Rogério “Kafu” Karfulkenstein, as sessões com o seu mentor, o especialista em performance  Lincoln Nunescontribuíram para o sucesso deste atleta que alcançou este feito histórico.

Lincoln Nunes, que tem acompanhado a preparação do atleta desde 2017, e revela que este acompanhamento já vem dando resultados desde o primeiro desafio: a superação dos tempos do próprio atleta e, de forma mais ousada, do recorde Sul-Americano nesta categoria em 2017, que até então era de 15’08”57 e foi superado por Guilherme em 15’05”23.

Durante as diversas sessões de preparação com o atleta da Natação nacional, o mentor e coach Lincoln Nunes aplicou algumas técnicas que foram incorporadas à rotina de Guilherme e hoje transformaram-se em hábitos.

Lincoln revela como se deu este processo: “primeiramente, expliquei para o Guilherme a ciência do hábito: como ele poderia conseguir transformar essas técnicas em hábitos e os benefícios de cada um desses hábitos para os objetivos dele. Trabalhamos programação neurolinguística, neurociência aliadas à outros tipos de práticas, como a meditação, por exemplo”.
Lincoln revela 3 das várias técnicas utilizadas por Guilherme Costa para conquistar a medalha de ouro nos Jogos Pan Americanos de 2019:

Reprodução / MF Press Global

1. Visualização

A visualização é uma técnica de ensaio mental frequentemente utilizada na natação e em outros esportes. É uma ferramenta extremamente poderosa e alguns estudos sérios foram feitos para testar isso.

Para Lincoln Nunes, “você precisa visualizar tudo a partir dos seus olhos e da mente. Na prática, em todas as provas que o Guilherme tem pela frente, nós fazemos a visualização durante as sessões comigo. Agora para o Pan-Americano, orientei ele a visualizar a prova inteira do Pan, com muitos detalhes, desde o momento em que ele chegasse no dia da competição, ele sendo chamado para nadar, a forma como ele iria cair na água, depois nadando, braçada por braçada, as viradas que ele faria e até mesmo o pódio, a medalha que ele iria ganhar e a entrevista que ele daria ao final. Até mesmo as sensações, o cheiro do cloro, os barulhos, o que ele iria escutar antes e após a prova, tudo isso ele precisou visualizar com o máximo de detalhes possíveis antes mesmo da ida para o Pan”.

Para o Coach, imaginar nos permite lembrar e mentalmente ensaiar nossos movimentos pretendidos. Ele explica que a visualização do movimento muda a forma como nossas redes cerebrais são organizadas, criando mais conexões entre diferentes regiões. Estimula as regiões do cérebro envolvidas no ensaio do movimento, preparando o cérebro e o corpo para a ação, para que possamos nos movimentar com mais eficácia. Com o tempo, o cérebro aprende nossos movimentos rotineiros, permitindo que essas ações se tornem mais automáticas e ajustadas.

Ele ressalta também a importância da perspectiva na prática de visualização: “Reforço que quando nós visualizamos na primeira pessoa, podemos imaginar mais especificamente o que nosso corpo está fazendo em uma situação. Este é um ponto que insisto sempre com o Guilherme, que ele visualize cada braçada, cada virada que fará nas provas.”

“Estes são alguns princípios da visualização que podem ajudar qualquer pessoa, não somente atletas de elite, a maximizar a capacidade do seu cérebro enquanto ela planeja uma ação”, diz Lincoln Nunes.

2. Energia Mental

A energia mental está envolvida em cada tomada de decisão que o ser humano precisa realizar. Por esse motivo, Lincoln Nunes aconselha seus coachees (clientes) a considerar que o dia começa muito antes de abrir os olhos pela manhã. O fato de planejar o dia na noite anterior e não postergar certas tarefas para a manhã seguinte ajuda não só na redução da ansiedade e na qualidade do sono, mas também a diminuir o gasto de energia mental do dia seguinte.

“Eu mostrei para o Guilherme a importância da nossa energia mental e do gasto que temos a cada decisão que precisamos tomar, mesmo as mais pequenas do dia a dia. Em véspera de competições importantes, procuramos fazer com que o Guilherme use a energia mental dele apenas para os treinos e o descanso necessário, evitando redes sociais e, inclusive, jogar vídeo game por muito tempo. Tudo isso faz diferença nos resultados dele nos treinos e, consequentemente, nas provas. Ele entende que precisa controlar a ansiedade e evitar qualquer possibilidade de estresse.
Por isso, não somente durante a época de competições, mas ao longo da rotina dele, ele precisa deixar separados as roupas e os materiais que precisará no dia seguinte já na noite anterior, para não ter nenhum desgaste mental, mesmo que mínimo, durante o dia, para estar 100% focado no que precisa realizar. Além disso, o Guilherme conta com um apoio excepcional, de uma equipe multidisciplinar em que cada um cuida de um aspecto da preparação dele”.

O coach afirma que cada ação, cada pensamento, cada palavra que seja dita, consome muita energia. “Nós funcionamos mais ou menos como uma bateria. Se você não teve uma boa noite de sono, por qualquer motivo que seja, muito provavelmente você não atingiu o sono reparador da fase REM e então o seu corpo não conseguirá executar um processo extremamente importante que é a restauração das suas células e como consequência disso, sua “bateria” não irá carregar completamente”.

É por este motivo que ele aconselha não somente os atletas, mas todos os seus coachees a se prepararem para o dia seguinte na noite anterior. “Caso contrário, se você levanta da cama e não se prepara na noite anterior para as múltiplas tarefas que precisam ser executadas, apenas o ato de pensar o que precisa ser feito já faz com que você despenda energia vital logo no início do seu dia. Essa mesma energia lhe fará muita falta no início da tarde ou ao final dela”.

Reprodução / MF Press Global

3. Meditação

A meditação faz parte do arsenal de informações e práticas que Lincoln Nunes trabalha com seus clientes, incentivando-os a transformá-la em um hábito diário. Alguns dos benefícios da meditação que o profissional destaca são o autoconhecimento, a redução da ansiedade e do estresse, a melhora na consciência da respiração e, consequentemente, a contribuição na alta performance.

“Durante as sessões de coaching, já fazia um momento de meditação com o Guilherme. Aos poucos, a meditação se transformou em um hábito essencial na rotina dele. Ele medita ao acordar e antes de ir dormir. Durante o dia dele, por vezes, quando ele está muito agitado, ou quando teve um treino muito desgastante, ele também medita para acalmar a mente, para se conectar com o próximo treino que ele precisa realizar. A meditação proporcionou ao Guilherme um estado de presença para o Pan que não seria possível sem ela, apenas emendando um treino no outro, com a mente agitada e com toda a ansiedade que uma competição deste porte gera. A meditação, combinada à visualização, torna-se uma ferramenta poderosíssima, que substitui a ansiedade e os possíveis pensamentos negativos por pensamentos construtivos, que auxiliarão na vitória do atleta”, afirma Lincoln Nunes”.

Novos desafios

O atleta agora se prepara para um desafio ainda maior: as Olimpíadas do Japão, competição na qual terá mais uma vez o apoio fundamental da sua equipe, além do mentor Lincoln Nunes e do Técnico Kafu.

Continue Lendo

Notícias

Com apoio da ONU, Bienal de Luanda promoverá reflexão sobre compromissos com a paz e o desenvolvimento sustentável

Publicado

em

Angola receberá a partir deste ano centenas de participantes de vários setores na primeira edição da Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz. A realização do evento, entre os dias 18 e 22 de setembro, envolve a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, a União Africana e o governo angolano, do Platina Line, maior portal de entretenimento do país e da Clé Entertainment.

Cultura de Paz

Falando à ONU News, de Paris, o diretor da Divisão de Informação da Unesco, Vincent Defourny, explicou como a série de encontros terá impacto em vários setores do continente.

“É uma cooperação entre o governo angolano, a União Africana e a Unesco. Estamos a preparar este evento para ser um encontro regular, que em dois anos permita uma reflexão sobre a criação de uma cultura de paz. Mas é uma forma muito concreta e operacional, através de uma gestão dos recursos naturais, do conhecimento da história africana. Não só de forma intelectual, mas também de forma artística, desportiva e cultural no sentido amplo.”

Os participantes na bienal incluem jovens, instituições culturais, artistas, cientistas, políticos, parceiros económicos e a sociedade civil para refletir sobre os compromissos com a paz e o desenvolvimento sustentável no continente africano.

A ideia é que com o início da Bienal de Luanda passem a ser organizadas ações dedicadas à cultura de paz sustentável em África.

Ideias

“Mobilizar a comunidade angolana, mas não somente a angolana. Catorze países africanos e a diáspora estarão presentes. Estes apresentarão também suas iniciativas e projetos, sua forma de pensar para a concretização desta cultura da paz. Assim será a ideia da bienal de Luanda. Vai ter um fórum de ideias, um fórum da juventude, um festival da cultura e paz para o desporto para as populações locais e vamos trazer parcerias de cultura da paz para África.”

A presença de parceiros do movimento pan-africano deve ser aproveitada para debater o futuro do continente, avaliar projetos e iniciativas para apoiar toda a região.

A Unesco vê a Bienal de Luanda como uma oportunidade para que os próprios africanos possam “moldar a África do futuro”.

Tecnologias

“Uma identidade africana global, que envolve todos os africanos do continente mas também das diáspora, os refugiados e as migrações, juventude na paz e na segurança, a prevenção da violência e de conflitos através da educação e da cultura, a prevenção dos conflitos através de uma prevenção razoável dos recursos naturais, criatividade e o espírito empresarial e de inovação para levar à cultura da paz e o papel das mulheres que vai ser particularmente importante e a promoção de cultura de paz através da media e das tecnologias de informação e de comunicação.”

Para a Unesco, criar uma cultura de paz nas mentes de homens e mulheres africanos “é essencial para construir sociedades fortes e inclusivas que são cruciais para a construção de um futuro sustentável” para toda a região.

Continue Lendo

Notícias

Lindt inaugura no CenterVale Shopping loja exclusiva no Vale do Paraíba

Publicado

em

Marca suíça traz para a região um novo conceito de chocolates premium 

São José dos Campos, 19 de agosto de 2019 – O sabor inigualável dos chocolates Lindt chega ao CenterVale Shopping com a primeira loja da marca no Vale do Paraíba. Com previsão de iniciar as atividades em setembro, a líder mundial no segmento de chocolates premium oferece experiências únicas a partir de requintadas criações de bombons, tabletes e trufas elaboradas por Maître Chocolatiers.

De acordo com Gustavo Lima, superintendente do CenterVale Shopping, a chegada da Lindt é muito esperada pelos clientes. “As receitas secretas tornam a marca uma das mais desejadas entre os consumidores, inspirando os apaixonados por chocolate em qualquer lugar do mundo. Estamos felizes com a vinda de uma empresa que, assim como nós, alia tradição e vanguarda para continuar encantando o cliente”, comemora.

Fundada há 170 anos, em Zurique, a Lindt possui oito unidades de produção e seus produtos são distribuídos por várias empresas subsidiárias e sucursais, e por meio de uma rede global de distribuidores independentes em todo o mundo. Presente no mercado brasileiro desde 1969, inaugurou sua primeira loja própria em 2014 e, em cinco anos, já são mais de 30 operações.

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Publicidade

Eventos

Próximos eventos

  1. Vale Music Fest 2019

    setembro 13 @ 20:00 - setembro 21 @ 23:30
  2. DJAVAN VESÚVIO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (SP)

    outubro 11 @ 21:00 - 23:30
Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas