Conecte-se com

Esportes

Corrida do Milhão: Bardahl Hot Car tem bom começo nos treinos livres em Goiânia

Publicado

em

Guilherme Salas foi o quarto mais veloz no último treino do dia. Rafael Suzuki ficou em sexto na primeira sessão. Renato Braga estreia na equipe e tem dia de adaptação

A programação desta sexta-feira (dia 3) atrasou e só depois das 14h30 os pilotos finalmente puderam realizar o primeiro treino livre para a Corrida do Milhão, a sexta etapa da temporada 2018 da , que acontece no autódromo internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). O motivo: os reparos no guard-rail localizado na emenda do traçado misto com o anel externo, palco da disputa milionária neste domingo (5).

Na equipe Competições, o trio Rafael Suzuki, Guilherme Salas e Renato Braga trabalharam muito em busca de um bom acerto para o classificatório deste sábado (4), que definirá o grid de largada a partir do meio-dia (ao vivo no SporTV).

Na primeira sessão, Suzuki registrou o sexto melhor tempo. Salas foi o 22º e Braga, que disputa sua primeira corrida no time de Amadeu Rodrigues, terminou em 32º. No segundo treino do dia, Salas completou em quarto, Suzuki em 17º e Braga foi novamente o 32º.

Com voltas na casa de 47, 48 segundos, no traçado de apenas 2.696 metros, a etapa já marcou um novo recorde para a Stock Car, com a média da volta superando 203 km/h no melhor tempo do dia, registrado por Lucas di Grassi (47s756). Até então, o recorde era de Xandy Negrão (em 2000 no oval de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, com média de 196,061 km/h).

Salas ficou feliz com a performance do Stock #117 e agora espera repetir o desempenho no classificatório deste sábado. “A expectativa era brigar entre os 10 primeiros. O primeiro treino foi de adaptação à nova pastilha, que é muito diferente da anterior, e para ver o equilíbrio do ”, contou o piloto de Jundiaí, interior de São Paulo.

“No último treino, conseguimos fazer voltas rápidas tanto com pneus velhos, como com dois pneus novos. Terminamos em quarto lugar e o resultado foi melhor do que a expectativa. Agora é focar para amanhã”, ressaltou Salas, que gostou do anel externo goiano, mas mostrou preocupação com um ponto específico do traçado.

“Achei o anel externo legal, ‘divertido’ e vai ser uma corrida emocionante, mas me preocupa um pouco a parte da reta oposta, que já é meio ‘virando’. Ali, quem estiver defendendo posição, terá de respeitar alguma linha, porque se isso não acontecer, podemos ter acidentes, e andamos naquele ponto a 250 km/h”, frisou.

Apesar do sexto melhor tempo na primeira sessão, Suzuki não deixou a pista tão satisfeito quanto o companheiro. “Foi aquém do esperado. O carro parecia bom no shakedown, mas nos treinos não conseguimos achar o acerto ideal. Tivemos um problema com a telemetria e foi difícil adquirir informações”, contou o paulista do Stock #8.

“Está um pouco distante do real potencial. O importante é que, mesmo não tendo a telemetria, vamos trabalhar com alguma base para melhorar bem e tentar largar entre os 15”, continuou Suzuki.

“Amanhã, a condição de pista, a temperatura será outra. Hoje, em virtude dos atrasos, andamos bem tarde, com a pista fria. E amanhã classificamos com a pista bem quente e isso pode dar uma bagunçada também”, lembrou.

Correndo em casa, o goiano Renato Braga teve um dia de adaptação no Stock #555, mas também segue confiante para a etapa. O piloto já fez duas corridas pela Stock Car, uma delas justamente em Goiânia, na penúltima etapa de 2017, onde ficou em 18º e 20º nas provas.

A Corrida do Milhão terá 40 minutos de disputas, com sua largada às 11h30 no domingo e transmissão ao vivo no Esporte Espetacular (TV Globo).

Os tempos dos treinos livres desta sexta-feira:

Treino 1
http://www.chronon.com.br/wp-content/uploads/2018/08/S18_6_T1_RES.pdf

Treino 2
http://www.chronon.com.br/wp-content/uploads/2018/08/S18_6_T2_RES.pdf

Confira a programação para a Corrida do Milhão:

Sábado, 4 de agosto
07h50 – 08h20: Treino Extra para Rookies – Stock Car
09h15 – 09h50: 3º Treino Livre – Stock Car (Grupo 1)
09h55 – 10h30: 3º Treino Livre – Stock Car (Grupo 2)
12h00 – 13h00: Classificação – Stock Car

Domingo, 5 de agosto
09h45 – 10h45: VISITAÇÃO AOS BOXES
11h30: Largada Corrida do Milhão – Stock Car

Classificação do campeonato até o momento (Top-10):
1. Daniel Serra – 152 pontos
2. Marcos Gomes – 109
3. Felipe Fraga – 92
4. Max Wilson – 90
5. Julio Campos – 89
6. Cacá Bueno – 80
7. Rubens Barrichello – 80
8. Lucas di Grassi – 68
9. Átila Abreu – 65
10. Ricardo Zonta – 53
17. Rafael Suzuki – 25
26. Guilherme Salas – 3

Informações sobre a equipe Hot Car e patrocinadores, acesse:
www.hotcarcompeticoes.com.br
www.facebook.com/hotcarcompeticoes
www.twitter.com/hot_car
instagram.com/hotcarcompeticoes

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Em comemoração ao dia do paraquedismo 27 pessoas saltam de ponte para quebrar recorde

Publicado

em

Por

Hoje (22), é o dia mundial do paraquedismo, a data é uma homenagem a Andrews Jacques Garverin, que em 1797 saltou de um balão e foi imortalizado como o primeiro ser humano a pular de paraquedas.

Em comemoração a essa data o paraquedista brasileiro Vagner Jorge, foi à Rússia e participou da quebra de um novo recorde mundial, em Sóchi. Com um grupo de 27 pessoas de diversas nacionalidades (Rússia, Estados Unidos, Brasil, Turquia, França, Inglaterra e Bielorrússia) Vagner, saltou de uma ponte fixa com 207 metros de altura.

Inicialmente seria um grupo com 28 pessoas, mas um russo teve problemas e o paraquedas abriu antes do salto. O local onde aconteceu o evento se chama SkyPark, é um grande ponto turístico da cidade de Sochi, que além da ponte onde foi quebrado o recorde mundial, tem uma tirolesa com 233 metros.

Um vídeo mostra o exato momento em que o grupo com 27 paraquedistas, batem o recorde pulando da ponte.

 

Sobre Vagner Jorge

Vagner passou por diversas modalidades esportivas, como supermoto, onde foi campeão brasileiro, muay thay e handebol. Mas o amor pelo paraquedismo foi maior e avassalador, fazendo que ele buscasse todos os caminhos para se profissionalizar dentro da área, sem imaginar o sucesso que faria nela.

Em 2015, iniciou seus trabalhos na Austrália como dobrador de paraquedas, entre um trabalho e outro, fazia saltos esporádicos, até atingir a quantidade necessária para se tornar instrutor de voo.

De lá para cá, foram feitos milhares de saltos em lugares remotos, montanhas, antenas e prédios ao redor do mundo. Atualmente, Vagner trabalha como instrutor em Boituva, interior de São Paulo. Lá faz um trabalho muito especial incentivando o esporte para todas as pessoas, não importando idade, classe social ou limitações físicas.

Nesta primeira quinzena de outubro, ele esteve em Moscou na Rússia, onde treinou num túnel de vento, que chega a atingir cerca de 450km/h, para aprimorar ainda mais seu voo.

Instagram: https://www.instagram.com/vagnerjorge

 

Foto Divulgação/Felipe Marchesi

Continue Lendo

Esportes

Vagner Jorge é Referência no Paraquedismo

Publicado

em

Por

A grande maioria das pessoas, desconhecem que o paraquedismo é um esporte e uma profissão. Focam apenas em achar que os profissionais que praticam essa modalidade, são só pessoas corajosas ou insanas.

O paraquedista, Vagner Jorge, tem ganhado bastante destaque na área com um trabalho motivacional, que leva as pessoas a confiarem mais em si, através da vivência de novas experiências, em momentos de aventura e superação.

Eu acredito que o paraquedismo é um esporte para todas as idades, uma prova disso foi uma senhora de 86 anos, surda que saltou comigo. Isso me marcou muito, pois pude ver que nunca é tarde para fazer o que se têm vontade, e se você tiver perseverança nenhuma limitação vai te impedir. Vagner Jorge

Vagner passou por diversas modalidades esportivas, como supermoto, onde foi campeão brasileiro, muay thay e handebol. Mas o amor pelo paraquedismo foi maior e avassalador, fazendo que ele buscasse todos os caminhos para se profissionalizar dentro da área, sem imaginar o sucesso que faria nela.

Em 2015, iniciou seus trabalhos na Austrália como dobrador de paraquedas, entre um trabalho e outro,  fazia  saltos esporádicos, até atingir a quantidade necessária para se tornar instrutor de voo.

De lá para cá, foram feitos milhares de saltos em lugares remotos, montanhas, antenas e prédios ao redor do mundo. Atualmente, Vagner trabalha como instrutor em Boituva, interior de São Paulo. Lá faz um trabalho muito especial incentivando o esporte para todas as pessoas, não importando idade, classe social ou limitações físicas.

Nesta primeira quinzena de outubro, ele está em Moscou na Rússia, onde treina num túnel de vento, que chega a atingir cerca de 450km/h, a fim de aprimorar seu voo. Nos próximos dias, Vagner se dirige para Sóchi, onde tentará quebrar um recorde, junto a um grupo de 27 amigos. Eles querem ser o maior número de pessoas a saltarem de uma ponte ao mesmo tempo. O recorde atual é de 26 pessoas.

Sobre o Paraquedismo

A prática do paraquedismo é muito antiga, os primeiros registros que se tem, são de 1306 D.C., onde acrobatas chineses saltavam de muralhas com um dispositivo que amortecia a chegada ao solo.

No Brasil o esporte se tornou conhecido com Charles Astor, que lecionou um curso em 1931, no Aeroclube de São Paulo, e até hoje é reverenciado como um dos maiores incentivadores da prática em solo brasileiro.

Siga Vagner no Instagram:

https://www.instagram.com/vagnerjorge

Continue Lendo

Esportes

Diretoria do La Coruña convida o advogado Dr. Jorge Sanchez para conhecer as instalações do clube espanhol

Publicado

em

Por

Dr. Jorge Sanchez, sócio-fundador do escritório Sanchez e Sanchez Sociedade de Advogados, esteve no estádio Riazor, do La Coruña , na Espanha, a convite da diretoria do clube de futebol espanhol por meio do ex-jogador Mauro Silva, que foi campeão do mundo com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994 nos EUA, e foi recebido por Francisco Paco Zás, presidente da equipe espanhola.

Durante a visita as instalações do clube, o advogado que atua na área empresarial, atendendo as principais instituições financeiras do Brasil, assistiu ao jogo La Coruña  x Almería ao lado do ex-jogador, o também brasileiro Donato, que atuou na equipe por mais de 10 anos e acabou se naturalizando espanhol, defendendo a seleção da Espanha.

Tanto Mauro Silva como Donato são reverenciados no clube espanhol até hoje, além de outros brasileiros que brilharam no Deportivo como Bebeto, Djalminha, Luizão, Rivaldo, entre outros.

“Quero agradecer a receptividade e o convite e dizer que na Espanha, já tenho um clube de coração: o La Coruña“, revela Dr. Jorge Sanchez.

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Eventos

Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas