Conecte-se com

Estilo de Vida

Mês das noivas e a Despedida de Solteira delAS!

Publicado

em

Cada detalhe conta!

Foi se o tempo em que só os homens com um pé no altar comemoravam o fim da solteirice! Hoje a mulherada se despede dessa fase da vida em grande estilo! Bar, balada, show, Day Spa, viagem com todas as amigas e madrinhas, barco, muitos drinks e um cardápio escolhido a dedo! Na Despedida Delas, vale tudo! Sem contar os acessórios e o tema de cada Despedida! O mês de maio que é considerado o mês das noivas, conta com várias Despedidas de Solteira e são tão diferentes e únicas que se tornam um momento especial e lembrado para sempre na vida de todas as participantes dessa comemoração.

“As noivas são detalhistas e quando resolvem fazer sua Despedida de Solteira, elas querem tudo perfeito! Por isso elas nos procuram! Com a gente nada saí errado!”, explica Eduardo Vespa, idealizador e proprietário da  (!) – startup pioneira e especializada em (a) no Brasil e no mundo.

A Despedida de Solteira é uma das comemorações pré casamento mais esperada pelas noivas, madrinhas e amigas e aos poucos vem se tornando “obrigatória” se tornando um um caso de amor entre todas as participantes da comemoração. De acordo com Eduardo, as mulheres hoje prezam para que sua comemoração seja tão divertida e incrível quanto a dos homens e sabem da importância desse momento. “No final o objetivo é ter história para contar da sua Despedida! Muitas madrinhas e amigas da noiva não se conhecem e só vão se encontrar no altar, então que tal adiantar e todas se conhecerem antes para no dia do casamento estarem mais “próximas”?!” É uma ótima opção para todas as pessoas importantes da noiva e que estaram presente no casamento se conhecerem antes do grande dia.

Sobre locais e estilos das Despedidas de Solteira, Eduardo fala que já fez de tudo do mais comum ao mais diferente, mas o a Despedida das noivas que acontece com mais frequência é a viagem com todas as amigas e madrinhas. “A Hangover tem realizado bastante Despedidas de Solteira no litoral. As cidades praianas são um ótimo cenário e ainda conseguimos criar programações diurnas e noturnas. Os passeios em alto mar, também são os preferidos por elas.”

Mulheres já são exigentes por natureza, imagina para planejar uma Despedida de Solteira que é o evento pré casamento mais importante?! A Agência Hangover não trabalha com pacotes fechados e sabe que cada noiva tem um perfil diferente e único. “Cada uma tem seu gosto particular e a Hangover se adequa a cada um desses perfis. Não medimos esforços para tudo sair como a noiva imaginava. Já realizamos inúmeras Despedidas para elas e todos os feedbacks foram incríveis”, fala Eduardo.

As mulheres vieram para quebrar as barreiras e mostrar de fato que também são merecedoras de comemorar em grande estilo o fim da sua vida de solteira! A Hangover está disponível para realizar qualquer tipo de Despedida de Solteira e em qualquer lugar do mundo.

Site: www.agenciahangover.com

Instagram: @agenciahangover

E-mail: suadespedida@agenciahangover.com

Contato: (11)2379.2388
(11) 94144.2931

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estilo de Vida

Tricotilomania: Compulsão incontrolável por arrancar os fios de cabelo

Publicado

em

Dr. Thiago Bianco fala sobre essa doença que pode causar calvície

A Tricotilomania é um distúrbio psíquico cuja principal característica é uma compulsão incontrolável por arrancar os fios de cabelo. Muitas vezes isso acaba levando os pacientes para áreas de calvície.

A Tricotilomania aparece frequentemente na adolescência, o que acaba facilitando o tratamento. Há dois tipos da doença: a focada, quando o paciente tem mesmo a intenção de puxar os cabelos para controlar alguma experiência desagradável, isto é, para aliviar o estresse que vivencia no momento; e a automática, onde o paciente faz sem perceber que está fazendo, ou seja, de modo inconsciente.

O transtorno, que já foi considerado raro, hoje é muito comum. Ele é parecido com o transtorno obsessivo-compulsivo e com o transtorno do controle de impulsos, porque há um aumento da tensão antes de puxar o cabelo e alívio da tensão ou gratificação após tê-lo puxado. Suas causas não são tão aparentes.

Existem alguns tratamentos para combater a Tricotilomania. A primeira medida é a ingestão de medicamento prescrito por psiquiatra. Além disso, o paciente deve submeter-se à psicoterapia, para que tenha conhecimento da origem do problema.

Do ponto de vista físico, após sucessivas trações de uma mesma área do cabelo, a calvície se torna irreversível, principalmente quando o distúrbio psíquico chega à idade adulta. Para estes casos, o médico Thiago Bianco, cirurgião de transplante capilar, indica as restaurações cirúrgicas. “Estes pacientes, após o tratamento psiquiátricos com medicamentos e psicoterapia, devem aguardar dois anos após se verem livres da compulsão”, alertou.

Há duas técnicas de implante capilar: a FUT e a FUE. A FUT (Follicular Unit Transplantation), mais tradicional, consiste na remoção de uma faixa de couro cabeludo, da região da nuca, que contenha os folículos pilosos. Estes folículos são transplantados às áreas de calvície e, na região onde a faixa foi retirada, fica uma cicatriz muito fina, que será coberta pelos fios de cabelo. Já a FUE (Follicular Unit Extraction) é uma técnica conhecida como transplante sem cicatriz. Ao invés de retirar uma faixa de couro cabeludo da região da nuca, o cirurgião extrai as unidades uma por uma, selecionando as melhores. Tais técnicas são realizadas sob anestesia local, em centros cirúrgicos, e o paciente é liberado no mesmo dia. Com tratamento físico adequado e apoio de um profissional de psicoterapia é possível amenizar e até acabar com o transtorno da Tricotilomania.

 Dr. Thiago Bianco, médico expert em transplantes capilares – considerado um dos pioneiros a realizar a técnica de implante microfolicular guiado por vídeo. Dr. Thiago Bianco foi graduado em Medicina em 2006, e especializou-se em cirurgia geral e trauma, além de direcionar sua carreira para a área de implante capilar. Membro titular da ISHRS (International Society of Hair Restoration Surgery), atualmente realiza um trabalho pioneiro com as técnicas de FUT (Follicular Unit Transplant) e FUE (Follicular Unit Extraction) para o transplante capilar de barba e de sobrancelha. Site: https://www.thiagobianco.com.br

Continue Lendo

Beleza

Cuidados ao fazer as unhas fora de casa: saiba como evitar contaminação

Publicado

em

Especialista da Doctor Feet ensina dicas para proteger a saúde ao frequentar salões e esmalterias para cuidar das mãos e dos pés

Crédito da imagem: Javi_indy – Freepik

Quem não quer as unhas sempre bem-feitas e bonitas? A praticidade dos serviços de manicure faz com que muitas pessoas busquem regularmente salões e esmalterias para este fim, porém, deve-se levar em consideração os riscos de contaminação ao realizar o procedimento sem checar os cuidados com a higiene e manipulação dos produtos utilizados.

Segundo Cristina Lopes, podologa e coordenadora técnica da rede Doctor Feet, algumas medidas, fiscalizadas antes do atendimento, podem evitar qualquer problema. “A remoção da cutícula cria pequenas aberturas por onde existe a chance de contaminação. Essas lesões são a principal porta de entrada para vírus e bactérias, além de outros riscos relacionados a técnica, como o enfraquecimento das unhas, micoses e a descamação”, comenta. A especialista dá algumas cuidados para prevenir doenças e evitar fungos e bactérias.  Veja abaixo:

– Atente-se sobre a esterilização dos instrumentos

Verifique se no local existe uma autoclave e veja como os instrumentos são manipulados. Se estiverem embalados em plástico é um bom sinal. Apesar da obrigação de esterilizar todos os instrumentos, é possível que você não conheça a procedência do estabelecimento na primeira visita. Segundo Cristina, um instrumento infectado pode transmitir doenças como, micoses bactérias e até mesmo hepatite B e C.

– Levar o seu próprio material não garante que ele esteja estéril

É comum ouvir a orientação de levar os próprios instrumentos, porém, isso não garante que ele esteja estéril e livre de contaminação. A autoclave, que funciona através da esterilização por vapor, é o principal meio de garantir a assepsia dos alicates e espátulas.

– Verifique se alguns itens são descartados

Lixas, palitos de unha e saquinhos devem ser descartados e substituídos após cada uso. Veja se a profissional utiliza novos itens antes de começar. Os vasilhames para imergir as mãos e os pés também devem estar cobertos com plástico, que devem ser trocados a cada atendimento.

– Não utilize separadores de dedo

Muitas profissionais usam separadores de dedo de E.V.A e outros materiais. No mesmo local onde eles são posicionados ocorrem as frieiras e outras infecções por vírus e fungos, que podem ser transmitidas de uma pessoa para outra. O correto é utilizar algodão ou papel entre os dedos.

– Veja se a profissional usa acessórios de segurança

O uso de instrumentos cortantes exige que a profissional use luvas descartáveis e máscara para proteger a sua própria saúde e a do cliente.  “Na Doctor Feet existe o procedimento de entregar um equipamento de proteção individual as podologas, para que, desta forma, nossos clientes estejam totalmente protegidos.” comenta a especialista.

– Toalhas devem ser de papel

O uso da toalha de algodão para secar as mãos ou tirar o resíduo de creme é comum, porém, pode ser perigoso. O melhor é que a manicure use apenas papel toalha ou produtos semelhantes descartáveis. Mesmo quando individual, essas toalhas precisam ser lavadas em água quente e com produtos específicos para que não haja contaminação, o que não ocorre normalmente.

– Busque um médico no caso de inflamação por longo período

Lesões nas cutículas são comuns durante o processo, porém, se elas permanecerem por mais de 5 dias, procure um dermatologista para evitar grandes complicações.

 

 Sobre a Doctor Feet

Pioneira no segmento, a Doctor Feet é a mais ampla rede de serviços de cuidados e saúde para os pés e venda de produtos médicos e ortopédicos. Comemorando 20 anos de mercado, a marca conta com mais de 80 unidades, em 14 estados brasileiros. Mais informações: www.doctorfeet.com.br e www.instagram.com/doctor_feet/

Continue Lendo

Fashion

Mulheres se unem e transformam cidade de 10 mil habitantes na capital da lingerie

Publicado

em

Juruaia, a “Gigante de Minas”, conta com 200 confecções, que juntas, vendem 1,5 milhão de peças por mês, empregam mais de cinco mil pessoas e contribuem para que o PIB cresça 30% ao ano

A cidade de Juruaia, em Minas Gerais, detêm o importante status de uma das maiores fabricantes do país e é considerada a capital da lingerie. Tudo começou nas plantações de café, onde a maioria da população trabalhava nas lavouras. A economia foi crescendo e em 1992 duas empresas deram início a produção de moda íntima no munícipio. Mais tarde, fecharam.

No entanto, moradores da cidade enxergaram ali um negócio promissor e começaram a montar suas próprias empresas, unindo qualidade, tendências alternativas e preço competitivos, se comparado ao praticado pelas conceituadas marcas já estabelecidas no mercado.

A cidade de cerca de 10 mil habitantes foi se transformando aos poucos e ganhando cada vez mais projeção em Minas Gerais e no restante do país.

O desenvolvimento de Juruaia é um verdadeiro exemplo de empreendedorismo, já que nos primeiros 10 anos, a cidade conseguiu expandir sua economia, antes basicamente agropecuária, e se tornou um centro industrial de lingerie, graças aos próprios moradores.

A grande sacada da população de Juruaia foi entender que uma empresa sozinha no interior de Minas Gerais, longe do holofote das grandes capitais, não teria tanta projeção no cenário nacional. Se eles se juntassem e quanto mais empresas fossem criadas na região, a cidade se tornaria um polo industrial e foi isso o que aconteceu. A partir daí as mulheres foram trocando as lavouras de café pelas máquinas de costura.

Em 1997 foi fundada a ACIJU  Associação Comercial e Industrial de Juruaia – o que impulsionou a profissionalização das empresas ao oferecer cursos gratuitos para os funcionários dos associados com o apoio do SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

A entidade começou com 35 indústrias de moda íntima. Hoje, após 22 anos, são cerca de 200 confecções na cidade, que juntas, vendem aproximadamente 1,5 milhão de peças por mês. Anualmente, são produzidas quase vinte milhões de unidades e o Produto Interno Bruto (PIB) cresce aproximadamente 30% ao ano. O polo da lingerie gera cerca de cinco mil empregos, ou seja, abrange quase 50% da população da cidade.

De acordo com a ACIJU, em decorrência da alta demanda, a produção ainda conta com a mão de obra das cidades vizinhas. Cerca de 500 trabalhadores de fora chegam diariamente para trabalhar nas indústrias locais. Algumas empresas foram além, devido à falta de funcionários, e estão investindo no treinando de homens para a confecção de moda íntima.

As empresas juruaienses fornecem suas produções para todo o país e chegam a exportar para Alemanha, Japão, Bolívia, Estados Unidos, Irlanda, entre outros.

As fábricas se constituem em um formato familiar. As mulheres lideram no comando das empresas, à frente de 95% das confecções.  A consolidação como um polo de lingerie trouxe uma verdadeira transformação social na cidade. Se antes, como contam os moradores, não se achava um administrador formado em Juruaia, uma geração de jovens que cresceu ali, em meio a ascensão empresarial, hoje se profissionaliza para dar continuidade à “capital da lingerie”. Muitos saem para estudar em universidades, mas voltam para aprimorar a produção de Juruaia e assumir os negócios da família.

Felinju – Uma das maiores feiras de moda íntima e negócios do país

Para atrair ainda mais os olhares do mercado foi criado um dos maiores eventos de moda íntima e negócios do país, a Felinju – Feira de Lingerie de Juruaia. O evento, que está em sua 22ª edição, acontecerá entre os dias 1 e 3 de maio, das 9h às 18h, e em 4 de maio, das 8h às 18h, no Expoju, em Juruaia (MG).

Felinju tem expectativa de um crescimento de 15% em relação ao ano anterior e atrair mais de 25 mil visitantes para conhecer de perto as novidades dos 80 expositores participantes.

Com o tema “Moda que (se) sustenta’ e a ‘Moda que (te) sustenta”, a feira é um verdadeiro evento de negócios. Enquanto promove o lançamento exclusivo das coleções Outono/Inverno das marcas de Juruaia, Andradas, Guaxupé, Uberaba, Muriaé, Betim, Nova Resende e Juiz de Fora, fortalece pequenas, médias e grandes empresas do segmento e estimula o crescimento da rede de contatos e atividades comerciais entre fornecedores, fabricantes, revendedores, compradores e muito mais.

Felinju se moderniza e se reinventa a cada ano para aumentar os resultados dos participantes. Pensando especialmente nos negócios, a organização vai realizar, em parceria com o SEBRAE, a Rodada de Negócios, para captação de potenciais clientes, trazendo a possibilidade de produtos a pronta entrega com exclusividade a condições e políticas especiais.

Assim é possível reduzir despesas de viagem, hospedagem e alimentação. A qualidade aliada a detalhes como design e acabamento dos produtos locais trazem excelente custo benefício para lojistas e é também uma grande oportunidade para revendedoras independentes complementarem a renda familiar.

“A moda produzida em Juruaia sustenta a economia na cidade e de toda a cadeia produtiva. Em 2018, a feira movimentou R$20 milhões em negócios e a expectativa é superar este número nesta edição. As empresas de Juruaia querem mostrar o potencial do negócio da lingerie como alternativa para driblar a crise”, explica opresidente da Associação Comercial e Industrial de Juruaia (ACIJU), José Antonio da Silva.

No evento também terá desfiles exclusivos, que acontecerão todos os dias, às 12h e às 16h. Além disso, acontecerá, de forma simultânea a feira, o Festival Gastronômico Sabores de Juruaia com bebidas e variedade de comidas típicas e shows regionais.

Felinju, que é realizada pela ACIJU, acontecerá no Centro de Eventos Expoju, que conta com uma área de 7.000m². O evento contará com um número superior de expositores em relação ao ano passado, quando 66 empresas participaram da feira.

Serviço:

 

22ª Felinju

Data: 1 a 3 de maio de 2019, das 9h às 18h, e 4 de maio de 2019, das 8h às 18h

Local: Centro de Evento Expoju (Rua Suzana Gonçalves Salomão, 1.000 – Jd. Novo Horizonte – Juruaia (MG)

Desfiles: Todos os dias às 12h e às 16h.

OBS: A infraestrutura do centro de eventos Expoju conta com um estacionamento exclusivo para ônibus e vans em excursão

Entrada: Gratuita

Contato: (35) 3553-1327

Site: www.felinjujuruaia.com.br

Facebook: www.facebook.com/felinju

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Publicidade

Eventos

Próximos eventos

  1. Thiago Ventura em Jacareí (SP)

    abril 26 @ 21:00 - 23:00
  2. Após sucesso de vendas, Milton Nascimento abre data extra no Espaço das Américas

    abril 28 @ 18:00 - 22:00
Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas