Conecte-se com

Esportes

Pioneirismo no futebol: Penalty cria bola profissional em tecido ecológico

Publicado

em

Pioneirismo no : cria profissional em tecido ecológico

Desenvolvida a partir de fios de poliéster reciclados de garrafas PET, S11 Ecoknit será a bola oficial do Paulistão 2019

Esporte e sustentabilidade dão jogo. Especializada em artigos para a prática esportiva, a Penalty criou a primeira bola de futebol profissional do mundo com pegada ecológica. Desenvolvida a partir de tecido confeccionado com garrafas PET recicladas, a S11 Ecoknit será a bola oficial do Paulistão 2019. Com o lançamento, a marca sai à frente em tecnologia e reforça seu pioneirismo no mercado mundial de produtos esportivos.

Em linha com o ambiente e com os órgãos internacionais

No primeiro semestre deste ano, a Penalty participou da conferência anual da FIFA, na Suíça, sendo a única marca sul-americana no evento. Na ocasião, foram debatidos temas como inovação e tecnologia, com destaque para produtos feitos a partir de material reciclado. A participação foi o ponta pé inicial para o projeto da S11 Ecoknit, que em menos de seis meses saiu do papel e já se prepara para estrear nos gramados.

“Sempre investimos forte em inovação para criar bolas de alta performance. Encaramos esse interesse das autoridades do futebol como um desafio para criar algo inédito, reforçando o nosso pioneirismo no mercado mundial de produtos esportivo”, ressalta Roberto Estefano, presidente do conselho da Cambuci, detentora da Penalty. Segundo ele, o interesse da FIFA, maior órgão do setor, foi um importante estímulo para o projeto.

A S11 Ecoknit será a primeira bola alinhada com as novas orientações da FIFA. Cada unidade produzida retira do meio ambiente 4½ garrafas, o que vai resultar no reaproveitamento de milhares de garrafas descartadas já no primeiro ano de produção.


Além do tecido de garrafa pet reciclada, a S11Ecoknit traz o que há de melhor em tecnologia: camada de NEOTEC que torna a bola menos contundente sem perder elasticidade, e a inédita câmara 6D, que proporciona mais equilíbrio, tornando a bola mais balanceada e precisa. “É uma evolução da S11 Campo Pró, com o diferencial de ter menor impacto ao meio ambiente no processo de produção”, garante o porta-voz.

Com design arrojado, o modelo trabalha tons de roxo e laranja flúor no fundo branco, e traz estampado o símbolo de reciclado em vermelho, uma clara referência à cor do plástico na reciclagem. A letra “O” do nome também reforça a alusão.

Nos campos

A S11 Ecoknit estreia em campo no primeiro jogo da série A1 do Campeonato Paulista de 2019. A decisão de a bola ser a oficial da Federação Paulista de Futebol não foi à toa: a entidade tem como um de seus principais pilares a sustentabilidade e encabela o projeto Futebol Sustentável, que troca garrafas pet por ingressos de jogos.

Com distribuição nacional, a S11 Ecoknit poderá ser encontrada nas principais lojas de material esportivo de todo o país a partir do mês de novembro.

Sobre a Penalty
Especializada em produtos para a prática esportiva, a Penalty® foi criada em 1970 pelo Grupo Cambuci, única multinacional de esportes do Brasil. A marca é a maior fabricante nacional de material esportivo e uma das precursoras do segmento no país. Na década de 1990, a Penalty seguiu com projetos de expansão e anunciou a criação de uma filial na Argentina, a primeira fora do Brasil, consolidando sua presença na América do Sul e no cenário internacional. A Penalty é pioneira no mercado de bolas, sendo a única fabricante brasileira com certificação internacional emitida pelas quatro instituições máximas das principais modalidades com bola: FIFA (futebol), FIVB (vôlei), FIBA (basquete) e IHF (handebol). Site oficial: https://penalty.com.br/

Esportes

Em comemoração ao dia do paraquedismo 27 pessoas saltam de ponte para quebrar recorde

Publicado

em

Por

Hoje (22), é o dia mundial do paraquedismo, a data é uma homenagem a Andrews Jacques Garverin, que em 1797 saltou de um balão e foi imortalizado como o primeiro ser humano a pular de paraquedas.

Em comemoração a essa data o paraquedista brasileiro Vagner Jorge, foi à Rússia e participou da quebra de um novo recorde mundial, em Sóchi. Com um grupo de 27 pessoas de diversas nacionalidades (Rússia, Estados Unidos, Brasil, Turquia, França, Inglaterra e Bielorrússia) Vagner, saltou de uma ponte fixa com 207 metros de altura.

Inicialmente seria um grupo com 28 pessoas, mas um russo teve problemas e o paraquedas abriu antes do salto. O local onde aconteceu o evento se chama SkyPark, é um grande ponto turístico da cidade de Sochi, que além da ponte onde foi quebrado o recorde mundial, tem uma tirolesa com 233 metros.

Um vídeo mostra o exato momento em que o grupo com 27 paraquedistas, batem o recorde pulando da ponte.

 

Sobre Vagner Jorge

Vagner passou por diversas modalidades esportivas, como supermoto, onde foi campeão brasileiro, muay thay e handebol. Mas o amor pelo paraquedismo foi maior e avassalador, fazendo que ele buscasse todos os caminhos para se profissionalizar dentro da área, sem imaginar o sucesso que faria nela.

Em 2015, iniciou seus trabalhos na Austrália como dobrador de paraquedas, entre um trabalho e outro, fazia saltos esporádicos, até atingir a quantidade necessária para se tornar instrutor de voo.

De lá para cá, foram feitos milhares de saltos em lugares remotos, montanhas, antenas e prédios ao redor do mundo. Atualmente, Vagner trabalha como instrutor em Boituva, interior de São Paulo. Lá faz um trabalho muito especial incentivando o esporte para todas as pessoas, não importando idade, classe social ou limitações físicas.

Nesta primeira quinzena de outubro, ele esteve em Moscou na Rússia, onde treinou num túnel de vento, que chega a atingir cerca de 450km/h, para aprimorar ainda mais seu voo.

Instagram: https://www.instagram.com/vagnerjorge

 

Foto Divulgação/Felipe Marchesi

Continue Lendo

Esportes

Vagner Jorge é Referência no Paraquedismo

Publicado

em

Por

A grande maioria das pessoas, desconhecem que o paraquedismo é um esporte e uma profissão. Focam apenas em achar que os profissionais que praticam essa modalidade, são só pessoas corajosas ou insanas.

O paraquedista, Vagner Jorge, tem ganhado bastante destaque na área com um trabalho motivacional, que leva as pessoas a confiarem mais em si, através da vivência de novas experiências, em momentos de aventura e superação.

Eu acredito que o paraquedismo é um esporte para todas as idades, uma prova disso foi uma senhora de 86 anos, surda que saltou comigo. Isso me marcou muito, pois pude ver que nunca é tarde para fazer o que se têm vontade, e se você tiver perseverança nenhuma limitação vai te impedir. Vagner Jorge

Vagner passou por diversas modalidades esportivas, como supermoto, onde foi campeão brasileiro, muay thay e handebol. Mas o amor pelo paraquedismo foi maior e avassalador, fazendo que ele buscasse todos os caminhos para se profissionalizar dentro da área, sem imaginar o sucesso que faria nela.

Em 2015, iniciou seus trabalhos na Austrália como dobrador de paraquedas, entre um trabalho e outro,  fazia  saltos esporádicos, até atingir a quantidade necessária para se tornar instrutor de voo.

De lá para cá, foram feitos milhares de saltos em lugares remotos, montanhas, antenas e prédios ao redor do mundo. Atualmente, Vagner trabalha como instrutor em Boituva, interior de São Paulo. Lá faz um trabalho muito especial incentivando o esporte para todas as pessoas, não importando idade, classe social ou limitações físicas.

Nesta primeira quinzena de outubro, ele está em Moscou na Rússia, onde treina num túnel de vento, que chega a atingir cerca de 450km/h, a fim de aprimorar seu voo. Nos próximos dias, Vagner se dirige para Sóchi, onde tentará quebrar um recorde, junto a um grupo de 27 amigos. Eles querem ser o maior número de pessoas a saltarem de uma ponte ao mesmo tempo. O recorde atual é de 26 pessoas.

Sobre o Paraquedismo

A prática do paraquedismo é muito antiga, os primeiros registros que se tem, são de 1306 D.C., onde acrobatas chineses saltavam de muralhas com um dispositivo que amortecia a chegada ao solo.

No Brasil o esporte se tornou conhecido com Charles Astor, que lecionou um curso em 1931, no Aeroclube de São Paulo, e até hoje é reverenciado como um dos maiores incentivadores da prática em solo brasileiro.

Siga Vagner no Instagram:

https://www.instagram.com/vagnerjorge

Continue Lendo

Esportes

Diretoria do La Coruña convida o advogado Dr. Jorge Sanchez para conhecer as instalações do clube espanhol

Publicado

em

Por

Dr. Jorge Sanchez, sócio-fundador do escritório Sanchez e Sanchez Sociedade de Advogados, esteve no estádio Riazor, do La Coruña , na Espanha, a convite da diretoria do clube de espanhol por meio do ex-jogador Mauro Silva, que foi campeão do mundo com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994 nos EUA, e foi recebido por Francisco Paco Zás, presidente da equipe espanhola.

Durante a visita as instalações do clube, o advogado que atua na área empresarial, atendendo as principais instituições financeiras do Brasil, assistiu ao jogo La Coruña  x Almería ao lado do ex-jogador, o também brasileiro Donato, que atuou na equipe por mais de 10 anos e acabou se naturalizando espanhol, defendendo a seleção da Espanha.

Tanto Mauro Silva como Donato são reverenciados no clube espanhol até hoje, além de outros brasileiros que brilharam no Deportivo como Bebeto, Djalminha, Luizão, Rivaldo, entre outros.

“Quero agradecer a receptividade e o convite e dizer que na Espanha, já tenho um clube de coração: o La Coruña“, revela Dr. Jorge Sanchez.

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Eventos

Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas