Conecte-se com

Esportes

Santos faz o dever de casa contra Avaí e assume a liderança do Brasileiro

Publicado

em

O tem um novo líder. O fez o dever de casa contra o Avaí, na Vila, venceu por 3 a 1 e assumiu a liderança do campeonato.

O Peixe soma agora 29 pontos, dois a mais que o Palmeiras, que fica em segundo. Já o Leão segue na lanterna, com apenas cinco pontos conquistados.

Em busca da liderança

A tarde na Vila Belmiro era favorável ao Santos. Consciente de que uma vitória poderia valer a liderança, o time de Jorge Sampaoli foi para cima de um rival desesperado na luta contra o rebaixamento.

As jogadas de Jorge e Soteldo pela ponta eram a principal válvula de escape do time santista no início do jogo, mas Derlis González, surpresa de Sampaoli na escalação, mostrou estrela. O paraguaio ficou com sobra de bola na área e concluiu para abrir o placar.

O gol não esfriou o ataque alvinegro, que se manteve no ataque. Lucas Frigeri manteve o Avaí vivo na partida com boas defesas. Até que o sufoco passou.

O Peixe passou a errar muitos passes, perdeu a qualidade no trato com a bola e viu o rival crescer. O empate veio aos 27, com João Paulo, que aproveitou cruzamento de Léo.

Inconformado com o resultado, Soteldo, quase que sozinho, foi lá recolocar os paulistas em vantagem. O venezuelano deixou três pelo caminho e deixou para Carlos Sánchez só empurrar para dentro.

O ataque santista arrefeceu na volta do intervalo. Nem Soteldo conseguia mais levantar tanto a torcida. Do outro lado, o Leão tentava sair mais para o jogo, mas não encontrava os espaços.

Buscando acordar o time da casa, Sampaoli lançou Marinho no jogo. De fato, o time acordou, e Lucas Frigeri voltou a fazer das suas. Aos 23, contou ainda com a trave para a bola não entrar. Marinho também tentou vencer o goleiro avaiano, que fez mais uma boa defesa.

Éverson também não ficou atrás quando os catarinenses, enfim, acharam a jogada certa. Gegê mandou o arremate e o goleiro santista fez belíssima defesa.

Para não passar mais sufoco, o Peixe matou o jogo. Felipe Jonatan, que entrou muito bem no jogo, deu um chapéu no marcador e ainda contou com desvio no chute para vencer Frigeri e abrir 3 a 1. Só não foi mais porque Frigeri não deixou. De qualquer forma, o Brasileiro tem um novo líder.

Esportes

Vagner Jorge é Referência no Paraquedismo

Publicado

em

Por

A grande maioria das pessoas, desconhecem que o paraquedismo é um esporte e uma profissão. Focam apenas em achar que os profissionais que praticam essa modalidade, são só pessoas corajosas ou insanas.

O paraquedista, Vagner Jorge, tem ganhado bastante na área com um trabalho motivacional, que leva as pessoas a confiarem mais em si, através da vivência de novas experiências, em momentos de aventura e superação.

Eu acredito que o paraquedismo é um esporte para todas as idades, uma prova disso foi uma senhora de 86 anos, surda que saltou comigo. Isso me marcou muito, pois pude ver que nunca é tarde para fazer o que se têm vontade, e se você tiver perseverança nenhuma limitação vai te impedir. Vagner Jorge

Vagner passou por diversas modalidades esportivas, como supermoto, onde foi campeão brasileiro, muay thay e handebol. Mas o amor pelo paraquedismo foi maior e avassalador, fazendo que ele buscasse todos os caminhos para se profissionalizar dentro da área, sem imaginar o sucesso que faria nela.

Em 2015, iniciou seus trabalhos na Austrália como dobrador de paraquedas, entre um trabalho e outro,  fazia  saltos esporádicos, até atingir a quantidade necessária para se tornar instrutor de voo.

De lá para cá, foram feitos milhares de saltos em lugares remotos, montanhas, antenas e prédios ao redor do mundo. Atualmente, Vagner trabalha como instrutor em Boituva, interior de São Paulo. Lá faz um trabalho muito especial incentivando o esporte para todas as pessoas, não importando idade, classe social ou limitações físicas.

Nesta primeira quinzena de outubro, ele está em Moscou na Rússia, onde treina num túnel de vento, que chega a atingir cerca de 450km/h, a fim de aprimorar seu voo. Nos próximos dias, Vagner se dirige para Sóchi, onde tentará quebrar um recorde, junto a um grupo de 27 amigos. Eles querem ser o maior número de pessoas a saltarem de uma ponte ao mesmo tempo. O recorde atual é de 26 pessoas.

Sobre o Paraquedismo

A prática do paraquedismo é muito antiga, os primeiros registros que se tem, são de 1306 D.C., onde acrobatas chineses saltavam de muralhas com um dispositivo que amortecia a chegada ao solo.

No Brasil o esporte se tornou conhecido com Charles Astor, que lecionou um curso em 1931, no Aeroclube de São Paulo, e até hoje é reverenciado como um dos maiores incentivadores da prática em solo brasileiro.

Siga Vagner no Instagram:

https://www.instagram.com/vagnerjorge

Continue Lendo

Esportes

Diretoria do La Coruña convida o advogado Dr. Jorge Sanchez para conhecer as instalações do clube espanhol

Publicado

em

Por

Dr. Jorge Sanchez, sócio-fundador do escritório Sanchez e Sanchez Sociedade de Advogados, esteve no estádio Riazor, do La Coruña , na Espanha, a convite da diretoria do clube de espanhol por meio do ex-jogador Mauro Silva, que foi campeão do mundo com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994 nos EUA, e foi recebido por Francisco Paco Zás, presidente da equipe espanhola.

Durante a visita as instalações do clube, o advogado que atua na área empresarial, atendendo as principais instituições financeiras do Brasil, assistiu ao jogo La Coruña  x Almería ao lado do ex-jogador, o também brasileiro Donato, que atuou na equipe por mais de 10 anos e acabou se naturalizando espanhol, defendendo a seleção da Espanha.

Tanto Mauro Silva como Donato são reverenciados no clube espanhol até hoje, além de outros brasileiros que brilharam no Deportivo como Bebeto, Djalminha, Luizão, Rivaldo, entre outros.

“Quero agradecer a receptividade e o convite e dizer que na Espanha, já tenho um clube de coração: o La Coruña“, revela Dr. Jorge Sanchez.

Continue Lendo

Esportes

LIBERTADORES: Fla vence nos pênaltis e espanta maldição das oitavas

Publicado

em

Mengão vai pegar o Inter nas quartas, Furacão perde na La Bombonera e é eliminado pelo Boca

Se você não aguenta fortes emoções, nem se atreva a acompanhar as competições internacionais. Nesta quarta (31), quatro jogos mexeram com os sentimentos de torcedores de vários times com as definições nas oitavas de final das duas competições mais importantes da América do Sul, a Libertadores e a Sul-Americana.

E quer roteiro mais emocionante que estádio lotado, placar igualado e definição de vaga nos pênaltis? Esse foi o cenário que os flamenguistas tiveram que encarar para eliminar o Emelec, do Equador, no Maracanã.

O Rubro Negro estava no prejuízo, pois tinha perdido o jogo de ida por dois a zero. E o Fla tratou de buscar essa diferença logo no começo do jogo. Aos nove minutos, Rafinha tentou invadir a área e foi derrubado. O árbitro nem precisou consultar o VAR para marcar a penalidade. Gabigol chamou a responsabilidade e bateu o pênalti para abrir o placar. E o camisa nove anda numa fase espetacular, para sorte da torcida. Menos de dez minutos depois, Bruno Henrique não desistiu da jogada, foi até a linha de fundo e fez o passe para trás. Everton Ribeiro furou, mas Gabigol não perdoou e marcou o segundo do Mengão para delírio da torcida.

O time precisava de mais um para passar de fase, mas durante o resto da primeira etapa e de todo o segundo tempo, não conseguiu mexer mais no placar. A disputa foi para os pênaltis e Diego Alves mostrou o porquê foi contratado, ao defender a cobrança de Dixon Arroyo. O Rubro Negro não desperdiçou nenhuma cobrança com Arrascaeta, Bruno Henrique, Renê e Rafinha. Queiroz bateu o último para os visitantes e mandou a bola no travessão, confirmando a classificação.

E o Fla já conhece o seu adversário das quartas de final. Será o Internacional. O Colorado recebeu o Nacional do Uruguai em casa. O Inter já tinha vencido o jogo de ida por um a zero, mas não se apegou a vantagem e tratou de vencer diante da apaixonada torcida. Rodrigo Moledo fez no primeiro tempo e no último lance do jogo, assim como tinha acontecido na partida de ida, Paolo Guerrero marcou para o Inter, que garantiu a classificação de maneira cirúrgica.

Quem deu adeus ao sonho da Liberta foi o Athletico Paranaense. O Furacão foi até a Argentina enfrentar o temido Boca Juniors na La Bombonera e não conseguiu reverter a derrota sofrida na primeira partida. O Boca venceu a segunda partida por dois a zero e eliminou o time paranaense.

Pela Sul-Americana teve duelo brasileiro com festa em Minas Gerais. Depois de vencer fora de casa no jogo de ida, o Galo venceu o Botafogo mais uma vez, dessa vez por dois a zero e garantiu uma vaga nas quartas. Fábio , de pênalti, e Vinícius fizeram os gols da vitória por dois a zero.

E a bola não para nesta quinta (1). O Grêmio venceu em casa o jogo de ida por dois a zero, e agora joga com a vantagem no Paraguai, diante do Libertad. A equipe comandada por Renato Portaluppi pode perder por até um gol de diferença que, ainda assim, passa de fase.

Situação idêntica ao do Corinthians na Sul-Americana. O Timão também venceu em casa o primeiro compromisso por dois a zero e agora joga contra o Wanderers, no Uruguai, valendo a classificação.

As duas partidas começam às nove e meia da noite, horário de Brasília.

Continue Lendo
Publicidade

Facebook

Eventos

Publicidade

Destaque

Pular para a barra de ferramentas